segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Galo

Emulado a Príapo e a Asclépio, era considerado como cura para os enfermos.

Enquanto ave da madrugada, é um símbolo do Sol, e um símbolo de vigilância e actividade.

Na Idade Média tornou-se um símbolo cristão muito importante; quase sempre, aparecendo nos telhados das torres e cúpulas de catedrais.
Tido como uma alegoria à vigilância da Eternidade, dando a primazia às coisas do Espírito e à Ressurreição. Vigilante, saudando o Sol - Cristo - mesmo antes deste aparecer no Este.

Iluminação.

2 comentários:

tojales disse...

É com enormeprazer q perscuto este blog muito interessante há muitos anos q venho pesquisando e descobrindo ,material sobre õ sec XII e claro os templários que vim descobrindo. Tenho especial ~interesse porque tenciono fazer um livro de banda desenhada q aborde essa epoca deslumbrante de uma forma divertida. Neste momento debruço-me sobre a frota templária pesquiso sobre um na~vio de baixo bordo de nome "porteiro" em portugal ou "huisard" navio de baixo calado que sservia de transporte de equineos para o outremer especialmente da galiza. se souber de algma coisa agradecia que algum dia pudessemos partilharo sigillum.

Axis Mundi

Sigillum disse...

Muito interessante esse seu Projecto

Boa sorte

Vou ver em que o posso ajudar

Saudações,

Sigillum