quarta-feira, 10 de junho de 2009

Portugal

Mais do que um País, uma Nação, uma Ideia, um Orgulho de Pertença Colectiva.

Esta é a ditosa pátria minha amada,
A qual se o Céu me dá que eu sem perigo
Torne, com esta empresa já acabada,
Acabe-se esta luz ali comigo.
Esta foi Lusitânia, derivada
De Luso, ou Lisa, que de Baco antigo
Filhos foram, parece, ou companheiros,
E nela então os Íncolas primeiros.


- Camões, Lusíadas - XXI

Salve, berço do nome lusitano!
Nesta manhã solene.
Que, em volver de ano e ano,
Jamais acabará que a apague o tempo
Da saudosa memória;
Nesta manhã de glória
A ti veio, a ti venho, asilo santo
Da lusitana antiga liberdade.

Tuas lobregas cavernas
Me serão templo augusto e sacrossanto,
Aonde da Razão e da Verdade
Celebrarei a festa.

Ouça-me o vale, o outeiro,
Escute-me a floresta
Aonde do seguro azambujeiro
Seus cajados cortavam
Os pastores de Luso,
Que a defender a pátria e a liberdade
Nesses tempos bastavam
De honra e lealdade.


- Almeida Garrett, Viriato

Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.
Deus quiz que a terra fosse toda uma,
Que o mar unisse, já não separasse.
Sagrou-te, e foste desvendando a espuma,

E a orla branca foi de ilha em continente,
Clareou, correndo, até ao fim do mundo,
E viu-se a terra inteira, de repente,
Surgir, redonda, do azul profundo.


- Fernando Pessoa

É preciso rezar, cantar e trabalhar;
Ter esta força de alma e de certeza
Que esculpe em bronze de harmonia
A nossa espiritual fisionomia
E nos leva a encarar, sem, medo, a negra Morte!
Sim: é preciso crer. Acreditai!
O peso bruto, a inércia dominai!
Erguei, cantando e orando, a voz!
Vencei a triste Sorte,
Invisível espectro, além de nós...


- Teixeira de Pascoaes

2 comentários:

criptex disse...

Saudações Fraternas,

Ainda não tive a oportunidade de ver tudo. Mas do que vi e ouvi, devo dizer: Excelente.

Verifico que passeou por terras da Beira. Fez muito bem.

Caso tenha interesse, terei muito gosto em fazer-lhe chegar uma imagem/fotografia de uma (várias) Cruz da Ordem de Cristo gravada numa mega rocha, perdida algures na serra da Gardunha (não vem nos "livros"). Como sabe, Castelo Novo foi (e é!) não só Castelo Templário, mas também foi Comenda da Ordem do T. .

Muito há para descobrir, e proteger, nos Montes Arcanos da Gardunha.

Abraço

Criptex

Sigillum disse...

Agradeço as suas gentis palavras, e será uma honra e um enorme prazer poder ver essas imagens, que com sua licença, aqui publicarei para prazer dos demais.

Concordo plenamente consigo quando refere que muito há a descobrir nos Montes Arcanos da Gardunha; muito mesmo.

Um abraço fraterno,

Sigillum