quarta-feira, 25 de março de 2009

Compreender

Como é que se pode fazer com que alguém entenda aquilo que se está a prentender dizer?

Não se consegue; o entendimento, o entender, a compreensão tem que surgir de cada pessoa.
A isso se chama: a solidez do entendimento.
É a Lei da Vida.

Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca.
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.

Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto;
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.

De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas inesperadas
Como a poesia ou o amor.

(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído
No papel abandonado)

Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.


- Alexandre O'Neill, Há palavras que nos beijam

2 comentários:

Ametista disse...

Perfeito!
Obrigada, por tão lindo poema.

Sigillum disse...

Ainda bem que gostou

Embora seja dirigido a outra pessoa, é sempre agradável saber que outras pessoas se revejam nele

Agradeço o seu comentário.