sábado, 1 de agosto de 2009

Falco

Ouvi-o piar, de seguida senti que se aproximava.

Era uma tarde formosa e calorenta, vi-o traçar o céu como uma bala. Caçava.
Desceu sobre a presa, indo repastar-se no cimo de um cipreste.

A segunda vez que o vi, foi de noite, exibia-se. Uma e outra vez.
Disse-lhe coisas.
E de novo, aparecia e partia, para de pois voltar de novo e partir.
Brincalhão!

Foi no Castelo.
De Thomar. Claro.

Conto a história de Sabá ao estilo dos amantes.
Quando a brisa levou as palavras de Salomão para aquele jardim,
Foi como quando os corpos encontram as almas na ressurreição,
Ou quando os meninos voltam para seus amados lares.
O povo do amor está escondido entre os povos,
Como um homem generoso cercado pela insolência dos vis.
As almas são desgraçadas pela união com os corpos,
Os corpos são enobrecidos pela união com as almas.
Levantai-vos, ó amantes; essa brisa doce é vossa;
Vós sois aqueles que perduram; a vida eterna é vossa.
Ó!, vós que buscais, levantai-vos e sede saciados de amor,
Aspirai o perfume de Yussuf (José)!
Aproxima-te, ó Salomão, tu que conheces a linguagem dos pássaros,
Faz soar o trinado de cada pássaro que se aproxima.
Quando Deus enviou-te aos pássaros,
Primeiro ensinou-te os trinados de todos os pássaros.
Ao pássaro que crê na predestinação, fala da predestinação,
Ao pássaro com asas quebradas, prega a paciência,
Ao paciente fazedor do bem, prega consolo e perdão,
Ao espiritual Anka, conta as glórias do Monte Qaf,
Ao pombo, prega que evite o falcão,
Ao nobre falcão, a misericórdia e o autocontrole;
Quanto ao morcego, que vaga impotente na escuridão,
Procura familiarizá-lo com a sociedade da luz;
À perdiz, ensina a paz,
Ao galo, os sinais da alvorada.
Dessa forma, lida com todos, da poupa à águia.


- Rumi, Prédica de Salomão ao Povo de Bilquis

3 comentários:

Ponto4 disse...

Nas escaldantes areias do deserto,
no vislumbre antecipado da batalha,
...fui os olhos do Cavaleiro.

Nas longas e solitárias noites,
velando o seu parco descanso,
...fui os ouvidos do Cavaleiro.

No plano eficaz da victória
portando o Sigillum Christi
...fui a voz do Cavaleiro.

Na hora do supremo sacrifício,
no momento calmo do doce abandono,
...transportei a alma do Cavaleiro.


Depois cavalguei alegre e vaidoso,
as ondas do mar bravio,
...trazendo na lembrança o Cavaleiro

Agora nas águas em que repouso,
portador da sua Relíquia Sagrada,
aguardo o meu Cavaleiro...

(O Falcão do Templo)

...só para ti, Sigillum.

Sigillum disse...

Profundamente grata

Abraço

Criptex disse...

Parabéns, P4.
Dá vontade de ler novamente...